Smart Design: Saiba como criar soluções inteligentes para o ponto de venda

Design | 28 10 2021

Você sabe o que é Smart Design e como ele se aplica ao ponto de venda? 

Se destacar no ponto de venda e conseguir conquistar o shopper é o objetivo de todas as marcas, que se veem no meio de uma infinidade de concorrentes nas gôndolas dos mercados e que precisam usar com sabedoria o espaço em que se encontram para atrair o olhar das pessoas em poucos segundos. 

 Nesses quase dois anos desde o surgimento da pandemia de Covid-19, as empresas precisaram se adaptar à nova realidade do varejo. Com a diminuição das idas ao mercado, o consumidor tem procurado otimizar o seu tempo de permanência nas lojas e fazer as suas compras de maneira mais prática e assertiva. Ou seja, o tempo para atrair e conquistar um shopper no ponto de venda se tornou ainda mais escasso do que já era. 

Mas se engana quem pensa que apenas a estética é suficiente para atrair o olhar das pessoas e conseguir fechar uma venda. Desde a escolha da matéria-prima correta até o fornecedor ideal, todos os pontos devem ser analisados para criar uma peça bem feita no pdv. E é aí que entra o Smart Design.

O que é Smart Design?

O Smart Design é a combinação entre o entendimento de toda a cadeia operacional e de consumo para criar soluções criativas e escaláveis para o ponto de venda. Nele, é possível pensar não somente na estética, mas também na cadeia de suprimentos, nos custos e na execução de um projeto.

Para o Smart Design, estética e funcionalidade são aliadas na hora de desenvolver um modelo de sucesso. Quando se pensa na cadeia de suprimentos, nos custos e na execução, é possível desenvolver projetos inovadores, sustentáveis, econômicos, adaptáveis aos mais diversos espaços e que promovem uma melhor interação entre o shopper e a marca no pdv. E, convenhamos, não é esse o sonho de qualquer empresa? 

Para que isso seja possível, é preciso juntar um time de profissionais com diferentes capacidades e experiências, que fortalecem e enriquecem o desenvolvimento dos projetos. Ou seja, com o Smart Design, nós juntamos designers, profissionais com visão estratégica de mercado e engenheiros para criar soluções inteligentes para o ponto de venda.

O Smart Design na prática

Quer ver alguns exemplos de Smart Design na prática? A gente te mostra. 

  • Gerenciamento de Categoria

Com o Smart Design, é possível aumentar as vendas e gerar experiência em uma categoria através da análise de dados de comportamento do shopper, da segmentação e da organização da gôndola para facilitar a compra e gerar maior conversão.

Gerenciamento de Categoria desenvolvido para a categoria de cafés da Nestlé

  • Design de serviços

Também é possível repensar ou reinventar um serviço, colocando o usuário no centro do planejamento e mapeando a jornada operacional e de experiência.

  • Store Design

O Smart Design permite que uma marca gere experiência e organize o espaço de compra a fim de comunicar o seu posicionamento em toda a loja através da análise estratégica de dados do shopper, levantamento de pontos de contato, mapeamento da jornada de compra, comunicação, navegabilidade e exposição da loja.

Loja Havaianas Lab, no Shopping Iguatemi, em São Paulo

Essas são apenas algumas das diversas soluções possíveis graças ao Smart Design. Quando combinamos o olhar estratégico ao criativo, conseguimos gerar mais conversão de vendas e ainda obter uma economia de custo operacional significativo. Incrível, né?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relacionados

Ver todas do blog